sábado, 4 de agosto de 2012

As novidades na telinha e o frescor dos “novos velhos”!



O "Posso Contar Contigo?" sente-se honrado em postar um texto de autoria de um dos leitores mais assíduos/críticos do blog... Warney Oliveira nos enviou email ontem à noite. Postamos agora, já agradecidos pela deferência.  

A teledramaturgia brasileira, em especial a da Rede Globo, tem nos agraciado com novas idéias e grandes facetas, que trazem frescor aos olhos de quem vê.

Há uma preocupação com a qualidade do que se exibe, relacionado às opiniões dos telespectadores que se vêem envolvidos pelos folhetins e se expressam das mais diversas formas de interação. Qual grande sucesso, hoje, nunca se viu nos Trending Topics do Twitter?
Os novos autores, nem tão novos assim se considerarmos toda a trajetória destes, trazem personagens que caem nas graças do grande público e que não passarão despercebidos pelos apreciadores dos folhetins. Como não lembrar o trabalho de Duca Rachid e Thelma Guedes em Cordel Encantando e da sensibilidade de Lícia Manzo em A Vida da Gente? Hoje o ritmo empolgante de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira em Cheias de Charme cai como uma luva no horário das 19hs e o hipnótico embate de Carminha e Nina na história de João Emanuel Carneiro em Avenida Brasil faz o Brasil ficar confuso e divido entre a mocinha “vilanesca” e a vilã de boa família.




Cheias de Charme é contada num ritmo tão envolvente, que se por alguns capítulos os autores optam pelo “tradicional” de novelas, já há um estranhamento pelo público. Ela [a novela] conquista também, pelas variadas possibilidades de seus personagens. Dois exemplos disso são Isabelle Drummond e Marcos Palmeira. Ela se arrisca e se sai bem como uma das protagonistas [a Cida] da trama das sete. O ar angelical e o seu calmo tom de voz poderia transformá-la em uma personagem totalmente sem graça... Mas o que se vê? A força de uma “futura” grande atriz. A aparência é de menina doce, mas pode ser azeda, forte e imprevisível quando preciso. Já o Marcos, figura tarimbada na telinha, se destaca como o Sandro e passeia brilhantemente entre o encostado profissional quebra-galho e o malandro homem apaixonado.



Gabriela traz à tona um grande sucesso da televisão brasileira, e parte da nova geração que é desconectada do hábito de leitura, se diverte ao conhecer a obra de Jorge Amado, repaginada pela mente criativa de Walcyr Carrasco. Os remakes “ousam” em criatividade e às vezes se isentam de GRANDES comparações com os originais, pois aqueles que são sim, autores e atores e não apenas artistas de TV, se empenham para não tornar repetitivas as facetas de grandes personagens da dramaturgia. A novela Ti-Ti-Ti foi, novamente, um grande sucesso quando exibida sua nova versão em 2010. O Astro trouxe vigor à nova faixa das 23hs, horário que está caminhando a bons passos. Guerra dos Sexos já desperta curiosidade, e a expectativa das atualizações de Dancin Days e Saramandaia, já começam a mexer com o imaginário dos apreciadores das telenovelas. É o encontro do moderno com o antigo que desperta novos olhares para o futuro da TV.

Enfim, aguardemos! De preferência naquela confortável poltrona na frente da TV.

 Warney Oliveira é natural de Barro Preto/BA, mora em Feira de Santana/BA, graduado em Administração pela UNIFACS... Apaixonado por Sandy Leah, Ana Ratto, Tulipa Ruiz, e apreciador das boas novelas.

6 comentários:

  1. E. Felipe (@lip_emerson)4 de agosto de 2012 16:19

    Ótima análise das novidades exibidas atualmente na telinha!
    Mas espero particularmente que esse suposto remake de Dancin' Days não venha antes de reprisarem a original no Viva rs! Saramandaia, que não tem muitas chances de reprise mesmo, pode vir à vontade em 2013!
    Parabéns e forte abraço!

    ResponderExcluir
  2. Texto show de bola!
    É bem isso mesmo, a teledramaturgia brasileira vive mesmo em um bom momentos. Depois de um tempo, com novelas meio que repetitivas, estamos tendo a chance de acompanhar o trabalhos desses jovens autores, que se arriscam e propõe boas histórias, produto de boa qualidade acima de tudo, e que não tem medo de inovar. Amo cheias de charme e Avenida Brasil, as melhores novelas em anos. Também amei A vida da gente, e fico curioso para ver Lícia Manso escrevendo para horário nobre, assim como Duca Rachid e Thelma Guedes. Não tenho podido acompanhar Gabriela como queria, mas gosto da trama pelo que vejo. é muito bom em ver a preocupação da globo em dar oportunidades a estes novos profissionais, se preocupando mesmo em renovar um produto tão apreciado pelo público. Que venham novos bons novelões.

    http://brincdeescrever.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelos comentários pessoal!
    Fiquei muito feliz em ver o texto aqui no blog.
    E mais uma vez, obrigado Isaac!

    ResponderExcluir
  4. adoraria que todos que ficam se remoendo com nostalgia do quenão viram lessem esse texto que tem gosto de quero mais( poderia ser mais compridinho, né?) rssss pra notar que as novelas mesmo com anos no ar ainda exibem um frescor seja pela linguagem metalinguística ou pelos novos meios de comunicação instantâneos...aliás, qdo vão medir twitter e rede social como ibope pra novela? parabéns, Warney

    ResponderExcluir
  5. Edu, eu também adorei o texto do Warney, rapaz inteligente e sensível aos temas atuais, aliás, tomara que venham outros, rs.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Edu.
    Obrigado Isaac.
    Pois é... vou TENTAR ecrever outros, mas não prometo nada.
    Ah, Edu, vou tentar ser mais compridinho também! Obrigado pela dica. Fico feliz que tenha gostado de texto.
    Obrigado pelos comentários, queridos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...