terça-feira, 8 de maio de 2012

MARCELO LAHAM, talento a toda prova!


by SIDNEY RODRIGUES

Gosto muito quando vou ao teatro assistir uma peça e sei que vou me divertir muito e ficar satisfeito em ter ido, isto sempre acontece quando no elenco da peça tem MARCELO LAHAM.

Marcelo é um daqueles atores que tem mil caras e um milhão de talentos, engraçado, versátil e com um poder imenso de levar o público à gargalhada.

Em sua nova incursão no teatro, ele está na peça GRÁVIDO ao lado do ator Fábio Herford (não menos engraçado), que junto com Gustavo Kurlat também são os autores do texto, para celebrar este trabalho contam ainda com a direção da talentosa e hilária Alexandra Golik. Soma-se a isso um cenário moderno e digital e uma luz de Wagner Freire e Alessandra Marques que mantém o espetáculo sempre vivo.

Em GRÁVIDO, Marcelo e Fábio estão impagáveis contando suas experiências com a chegada dos filhos, e material é o que não falta para expor as delícias e agruras dos pais de primeira viagem.

A peça é engraçada do começo ao fim, e faz rir, quem é pai, quem vai ser, quem já foi e até mesmo quem nunca será. O mote da peça é algo aparentemente simples, a chegada do filho no lar e como ele repercute na vida do pai, mas há tanto o que se falar e tanta identificação que a platéia vai ao delírio e altas gargalhadas, porque em algum momento na vida alguém já passou por alguma situação similar em sua família.

Acho que eu não conseguiria escolher uma cena preferida da peça, pois realmente ela é boa em toda sua extensão, tanto que nem percebemos o tempo passar, mas quero citar 4 em particular, a cena do pai no ponto de ônibus, a versão moderna para as músicas infantis, a cena da filmagem do parto e o papo aberto entre os dois bebês.

Marcelo e Fábio tem uma excelente sinergia em cena e fazem do espetáculo um excelente trabalho, daqueles que você sai do teatro e tem vontade de convencer todo mundo que conhece à assistir e é claro voltar a ver e rir do mesmo e até de coisas que talvez tenha deixado passar batido, pois estava ocupado rindo da cena anterior.


Conheci o Laham quando ele fazia "OS SEGREDOS DO PÊNIS" assisti a peça 5 vezes e virei FÃ do trabalho dele, na oportunidade tive o prazer de me tornar seu amigo e descobri que além de um excelente ator, ele é carismático com todos, atencioso, bom amigo, bom marido e agora um pai genial, daqueles que todo filho quer ter. Bom issso, né?

A maioria das pessoas conhece o Laham da TV, e acho que ainda ele não teve o espaço que seu talento merece, no teatro ele é imbátivel, torçamos para que ele tenha o mesmo espaço na TV e possamos ser brindados com seu talento com mais frequencia na telinha.



Trabalhos na televisão

No teatro

  • "Grávido"
  • "Desconhecidos"
  • "A alma boa de Setsuan"
  • "A Comédia dos Erros"
  • "Os Segredos do Pênis"
  • "Os Segredos que só os homens têm"
  • "Bonitinha, mas ordinária"
  • "Omstrab"
  • "Quarteto em Rir Maior"
  • "Figura Paterna"

2 comentários:

  1. Eu lembro bem dele como o paparazzo, sem caráter Ivan, de celebridade. O cara tem talento, e lendo este excelente texto, me deu uma vontade de assistir a peça kk. Fico por aqui, abraço.

    http://brincdeescrever.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. eutb lembro dele em Celebridade como o papparazzo e depois como o marido gay truque da gêmea Thaís...ele esteve perfeito. ,mas fiquei muito mais surpreso quando fui a peça A alma boa de Set Suan em que ele estava no lugar do igualmente ótimo Joelson Medeiros. Confesso que fiquei um tanto decepcionado, mas o que vi fiquei muito satisfeito, muito seguro com nomes no elenco da estirpe de uma Claudia Mello, Ary França( que é muito melhor em teatro), Vera Mancini. Legal a história dessa peça escrita por brasileiros, num tema mais ágil e moderno....bom saber que há cada vez mais dramaturgos brasileiros! Boa lembrança, Sidney!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...