terça-feira, 14 de maio de 2013

Essas Mulheres: havia algo de primoroso que muito me encantava

Por Isaac Santos

Teledramaturgia de época quase sempre me agrada. Mas por depender de uma produção de custo mais elevado e um cuidado redobrado da equipe responsável, as emissoras têm feito cada vez menos. A Record, mais especificamente, deixa muito a desejar quando se trata de reconstituição de outras épocas.
Contrariando essa afirmativa, em 2005, após a exibição bem sucedida de A Escrava Isaura, a emissora optou por dar sequência a exibição de tramas de época. Então presenteou o seu público com uma de suas melhores telenovelas. Arrisco-me a elegê-la como a minha favorita do canal: Essas Mulheres.


A novela ‘Essas Mulheres’ foi um dos primeiros passos da Rede Record ao entrar numa nova fase de sua teledramaturgia [torço pra que não se torne em constantes frustrações]. Injustamente, o público alvo da emissora não soube corresponder ao que lhe era proposto pelos belíssimos capítulos da novela. No entanto, se a audiência não foi memorável, o mesmo não se pode dizer do projeto em si. Essas Mulheres foi sucesso de crítica.

Com uma primorosa produção de época, o autor Marcílio Moraes estreou na emissora com o pé direito. Foi muito feliz na parceria com a autora Rosane Lima. Juntos escreveram a trama, com a colaboração de Cristianne Fridman e Bosco Brasil. Merece destaque também a direção irretocável do Flávio Colatrello Jr., muito bem acompanhado por João Camargo e o saudoso Fábio Junqueira.

Essas Mulheres poderia ter sucumbido quando a emissora decidiu reduzir os investimentos em sua produção. Mas não foi o que ocorreu. A novela mostrou toda a sua força na história, nos diálogos, nas interpretações, enfim, havia algo de profundo em sua relação com o público.
O autor Marcílio Moraes chegou a declarar: “Em 2005, escrevi uma novela, Essas Mulheres. Mas por razões de produção, depois do capítulo 10, não tive mais externas. Eu reclamava da boca para fora, porque na verdade adorava escrever tudo para interiores. Funcionava muito bem. Eu evocava o Rio de Janeiro do Segundo Império através dos diálogos. O que importava eram os personagens e a história. As paisagens, o espectador criava na imaginação, com a maior facilidade.”

Raras vezes a Record conseguiu agradar pela singeleza do produto. Essas Mulheres tem o mérito de ser o que é, justamente por apresentar uma teledramaturgia pura, rica, graciosa, “despretensiosa”. Quem acompanhou sabe do que estou falando. A trilha sonora, nem poderia ser de outro modo, só contribuiu para isso. Destaco ‘Corações Animais” de Zé Ramalho, tema do inescrupuloso Manoel Lemos, personagem brilhantemente interpretado por Paulo Gorgulho, e ‘Pop Zen’, música de abertura da novela, na voz inconfundível da família Caymmi.


Essas Mulheres é ambientada no Rio de Janeiro do século XIX. Foi livremente inspirada em três romances de José de Alencar: Senhora, Diva e Lucíola. As três histórias ganharam tramas muito bem entrelaçadas, cada uma com o seu destaque. As atrizes Carla Cabral [ex Carla Regina] , Mirian Freeland e Christine Fernandes [a Record queria Lavínia Vlasak pra viver a Aurélia, mas hoje, revendo a novela, percebe-se quão excelente escolha foi feita] eram Glória/Lúcia, Mila e Aurélia, respectivamente, as três com status de protagonista, embora o fio condutor da novela seja mesmo a história de Aurélia.

Aurélia: moça pobre, mas digna e honrada. Apaixonada por Fernando, vê o seu grande amor lhe trocar por Adelaide por causa de um dote, a partir daí vê sua vida desmoronar perante os golpes da vida que pioram ainda mais a situação: é despejada de sua casa com sua mãe e o seu irmão. Após o seu tio Lemos assumir a sua tutela passa pelas piores situações possíveis. Sua vida muda quando recebe uma inesperada herança. A fortuna lhe dá condições de ter o homem que ama e ela não hesita em vencer sua maior rival, e casa-se com Fernando, só para descobrir que, longe da ventura sonhada, comprou o infortúnio. Terá de enfrentar as manobras do terrível vilão que é seu tio e tutor, Manoel Lemos, firmemente disposto a se apropriar da fortuna que ela herdou.

Glória/Lúcia: amiga de Aurélia desde a adolescência. Órfã de mãe e com o pai doente, ela se vê obrigada a se prostituir para comprar remédios para o pai. Por este gesto, é expulsa de casa pelo pai. Torna-se uma cortesã, e para não trazer vergonha à família troca de nome com uma prostituta que acaba morrendo, transformando-se assim na cortesã, mas famosa da cidade. Acaba se apaixonando por Paulo, e para viver este amor enfrenta diversos preconceitos. O destino foi cruel e ela acaba perdendo seu grande amor em uma fuga, na qual é acusada de assassinato e vai parar atrás das grades.

Mila: jovem bem nascida. É inconformada com as limitações e preconceitos da sua época. Uma moça misteriosa, tem um comportamento que causa estranheza. Guarda um grande segredo dentro de si. Vive terríveis conflitos com sua mãe Leocádia, que acha que ela esteja ficando louca. Tudo isso a leva a sofrer distúrbios psicológicos. É tratada por um médico negro, Dr. Augusto por quem acaba se apaixonando. Juntos têm que vencer barreiras e preconceitos banais impostos pela sociedade para ficarem juntos.


Mas de que adiantaria três excelentes protagonistas se não houvesse um bom elenco com o qual contracenar? Essas Mulheres tinha alguns momentos de humor, mas o ponto forte [e o que mais me encantava] era o drama, a emoção, o romantismo, os conflitos existenciais tão presentes em cada personagem, e os atores viviam essas nuances com muita verdade. Vale mencionar alguns nomes:
Gabriel Braga Nunes despertava paixão e ódio na pele do ambicioso e encantador Fernando Seixas. É por este que o coração de Aurélia bate mais forte.


Coube aos talentosos Paulo Gorgulho e Adriana Garambone fazer as piores maldades ao longo dos capítulos. Mas o time era maior, o mal estava muito bem representado também pelos atores Ana Beatriz Nogueira, Roberto Bomtempo e Talita Castro. No entanto, óbvio que por se tratar de uma boa teledramaturgia, suas histórias eram contadas sob uma perspectiva humana, fugiam de um maniqueísmo previsível.


E outros tantos que só agregaram valor positivo ao produto, vide Ana Rosa, Marcos Winter, Ewerton de Castro, Petrônio Gontijo, Marcos Breda, Daniel Boaventura, Camila dos Anjos, João Vitti, Tânia Alves, Ingra Liberato, Luciene Adami, Cássio Reis, Gésio Amadeu, Luis Carlos de Moraes, Leonardo Miggiorin, Natália Rodrigues, Raquel Nunes, Theodoro Chrocane, Alexandre Moreno, Valquíria Ribeiro, Maria Stella Tolbar, Luciano Quirino, Milhem Cortaz, Carlo Briani.


Além de participações pra lá de especiais: Sergio Mamberti, Selma Egrei [numa das raras vezes em que a emissora exibiu personagens ligados à Igreja católica], Silvia Salgado, Celso Frateschi, Antônio Petrin.


Essas Mulheres, fosse da Globo, certamente estaria entre as minhas preferidas pra um vale a pena ver de novo, ou mesmo pra uma reprise do Viva. E você assistiu, gostou, ratifica o texto ou não compartilha do mesmo apreço pela trama em questão?    

28 comentários:

  1. Foi muito boa a novela! só reprovaria o núcleo de humor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que há um público que estranha e rejeita quando não identifica ao menos um pouco de humor nas novelas.

      Bom te ver por aqui, Thavinho... volte sempre, brother!

      Excluir
  2. nao assisti a novela, mas me parece uma otima novela, tambem gosto muito de tramas de epoca, e otimo texto isaac!! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente ver ao menos alguns capítulos pelo you tube, Celo. Super indico.

      Contente que tenha gostado. Abração!

      Excluir
  3. "Essa novela foi maravilhosa... Adorei... Pq não produzem mais novelas de época?"

    Júlio Kadetti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentamos que as emissoras não produzam novelas de época em maior escala.

      Volte mais vezes, Julio!

      Excluir
  4. "Não perdi nenhum capitulo dessa novela fantastica e adoraria que a Record a reprisasse! Parabéns, Marcilio, por esse e todos os outros trabalhos que você fez!"

    Bruno Maia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito pouco provável que a emissora a reprise, pois quando o fez não obteve êxito e,de modo desrespeitoso, tirou a novela do ar.

      Volte mais vezes, Bruno.

      Excluir
    2. A novela está sendo reprisada pelo canal "Rede Família", TV aberta. começou semana passada.

      Excluir
    3. Que ótima notícia, Odayr... obrigado por compartilhar conosco!

      Excluir
  5. Cléber de Castro15 de maio de 2013 16:47

    Eu sou fã de tudo que tem o selo Marcilio Moraes de Qualidade, mas "Essas Mulheres" foi especialmente diferente a novela era toda redondinha na dose certa e Flavio Colatrelo Jr. arrebentou na direção!!! Não tenho esperanças de vê-la novamente na tela da Record enquanto o maluco do Honorilton estiver a frente da emissora, torço pela vinda de Monica Pimentel pra ver se a coisa muda!!! Mas eu queria mesmo era a volta de "Fora de Controle"... sou muito fã de Marcilio e da galera da Gullane, ali foi um dos maiores acertos da Record nos últimos anos é uma pena que a turma que administra a emissora não entenda de televisão e fiquem naquela guerra idiota por números, como se eles surgissem da noite pro dia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Cleber, torçamos por dias melhores para a teledramaturgia da emissora.

      Volte mais vezes!

      Excluir
  6. Linda homenagem Isaac Abda, eu simplesmente AMO esta novela!!!!!!!!
    A adaptação de três clássicos de José de Alencar funciounou perfeitamente, os universos das personagens combinaram perfeitamente!!!!!!
    Eu não consigo esquecer a cena em que as três personagens estão presas, cada qual numa forma de prisão diferente, A Aurélia presa no quarto pelo próprio tio, a Mila presa no manicômio pela mãe e a Lúcia presa na cadeia suspeita de um crime. Ambas olham a lua e dizem seus textos!!! Lindo, perfeito e poético!!!!!
    Amei ler e relembrar!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, queridão, muito bom saber que tu gostou. Sim, que cena magnífica, poética.

      Abraço!

      Excluir
  7. Tentei acompanhar a reprise, mas foi cancelada por baixa audiência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentável, Pedro. Certamente que você iria gostar de acompanhar a novela.

      Volte mais vezes!

      Excluir
  8. É uma das melhores novelas de época que já vi e olha que a produção não era nenhuma perfeição

    Lorena da Silva

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei essa novela!!!

    Simone Ramos

    ResponderExcluir
  10. Digo e repito: uma das melhores novelas que já assisti. Da Record é a melhor com certeza. Fico feliz em saber que o papel que em princípio seria da chata Lavínia Vlasak, ficou com a talentosíssima Christine Fernandes. Não poderia ter sido melhor a escolha.

    Eudes Deó

    ResponderExcluir
  11. Eu, infelizmente, não vi porque na época seguia a lua me disse. E não me arrependo, porque adorava a lua me disse. Lembro que reprisou e comecei a assistir, mas parei porque era um horário ruim. Do pouco que vi gostei muito, espero que re-reprisem.

    Ana Paula Araújo

    ResponderExcluir
  12. É linda demais essa produção! Era uma novela muito bem desenvolvida, amarrada e com um bom elenco. Gostaria de revê-la, saudades.

    A propósito, foi a única novela na qual eu gostei realmente da Christine Fernandes! Ela defendeu muito bem a Aurélia Camargo.

    Paulo Henrique

    ResponderExcluir
  13. "Essas Mulheres'' era lindo! *--* Naquela época sentia que a dramaturgia da Record tinha futuro... mal sabia eu o que ainda tinha por vir.

    Alan Nóbrega

    ResponderExcluir
  14. Novela Maravilhosa!!! Foi tudo muito bom, fiquei grudada e mesmo com o pouco investimento, o que era visível, é minha novela preferida até hoje. Suspirei horrores com a química e o romantismo de Aurélia e Fernando, sofri demais com Lúcia e torce muito por Mila, contudo, todos os atores foram brilhantes.

    ResponderExcluir
  15. Acabei de assistir pelo YouTube! Não conseguia parar de ver! O Paulo Gorgulho, na pele do vilão estava fantástico! Concordo com a crítica! Me encantava o texto, os sonhos, a amizade dos rapazes, a luta pela liberdade! Maravilhosa novela! O casal principal soube ser romântico e verdadeiro! Sem cair na chatice! No bonzinho demais! Erraram, Ah dá pra ficar escrevendo aqui o dia inteiro!

    ResponderExcluir
  16. Nossa! Essa novela foi maravilhosa! Obra muito bem escrita. Ainda não tive tempo de ler os livros nos quais ela foi baseada... é uma pena! Aprecio muito as tramas de época, seja em seriados, novelas ou filmes, pois, seja com pesquisa aprofundada ou não, sempre nos revela algo dos costumes, tradições e linguagens que fizeram parte de determinado tempo histórico. Além do que, os atores estavam belíssimos em seus papeis. Cristine Fernandes e Gabriel Braga Nunes deram um show de realismo e de romantismo. Se tivesse sido criada e produzida pela Globo, com os mesmos atores, seria uma das novelas de maior sucesso no Brasil, tenho certeza. Felizmente temos o youtube pra recordar e................recordar é viver

    ResponderExcluir
  17. Preciso dizer que Essas mulheres é a minha novela preferida! Primeiro que é uma adaptação de três obras primas de José de Alencar e a história central é ´´ Senhora``, que eu amo. Segundo que só tem atores talentosos e que eu admiro muito. Terceiro que Gabriel Braga Nunes e Christine Fernandes Lacraram como Protagonistas. Dava pra sentir as emoções deles na pele, tanto primor na hora de interpretar eu esquecia que eram personagens e comprava a história. Aurélia era completa, forte e delicada além de linda queria tanto vê-la em um outro personagem que a valorize como atriz. Já Gabriel, não tem como uma leiga no assunto, fazer um elogio sem medo de cometer gafes. O que posso dizer é que ele é perfeito o melhor ator na faixa dos quarenta no Brasil, é claro que o par de olhos azuis que ele possui é um trunfo na hora de interpretar. O Fernando Seixas falava com os olhos quando olhava pra Aurélia. Minha simples opinião.

    ResponderExcluir
  18. Eu sou apaixonada por essa novela queria tanto q ela voltasse a passar nas tardes da Record mas ainda continuo sonhando com esse dia quem sabe a Record resove nos presentear com essa linda novela amo novelas de época

    ResponderExcluir
  19. Eu sou apaixonada por essa novela queria tanto q ela voltasse a passar nas tardes da Record mas ainda continuo sonhando com esse dia quem sabe a Record resove nos presentear com essa linda novela amo novelas de época

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...